O que é smart city?

Sua empresa está preparada para atuar em uma Smart City?

Usar a tecnologia a favor do desenvolvimento das cidades pode ter um impacto positivo na comunicação das organizações. Entenda como nesse texto!

Por Vinicius Pires, CEO da Callface

Você já ouviu falar em Cidades Inteligentes? As Smart Cities, como também podem  ser chamadas, são cidades que usam a tecnologia e a inovação para melhorar não só a qualidade de vida de seus cidadãos, mas também obter um desenvolvimento sustentável da economia. Com o uso de recursos como a conectividade, o município consegue focar na eficiência urbana.

Para saber o quão inteligente é uma cidade, o Cities in Motion Index, do IESE Business School na Espanha, avalia os seguintes critérios:

  • Governança;
  • Administração pública;
  • Planejamento urbano;
  • Tecnologia;
  • Meio ambiente;
  • Conexões internacionais;
  • Coesão social;
  • Capital humano;
  • Economia.

Mas, agora, você deve estar se perguntando: o que uma empresa de comunicação em nuvem tem a ver com uma cidade inteligente?

A resposta é: TUDO!

Mobilidade

Dois dos pilares avaliados na definição de uma Smart City são planejamento urbano e a administração pública, ou seja, pensar em como e o quanto as pessoas se deslocam pela cidade e o que pode ser feito para melhorar o fluxo delas não só hoje, como também no futuro.

Quando profissionais trabalham de suas casas com todos os benefícios do escritório, inclusive os recursos de telefonia, isso poupa deslocamentos, evita picos de trânsito e engarrafamentos, melhora a qualidade do ar e de vida da população como um todo.

Mas muitas empresas insistem que os colaboradores estejam presencialmente para usar toda a infraestrutura física do escritório. Quando essa infraestrutura está em nuvem, essa questão acaba, já que pode ser acessada de onde e quando for necessário. E isso inclui a telefonia da empresa, que agora ganha novos recursos, não só a transferência de chamadas entre ramais.

Meio Ambiente

Cabos e mais cabos, estações telefônicas, aparelhos antigos que se amontoam pelos cantos. Imagine não precisar de nada disso para que a telefonia continue funcionando e o melhor: com ainda mais recursos, como gravação de chamada ou visualização de dashboards de atendimento em tempo real. Isso é o que acontece quando se troca um PABX físico por um virtual.

Manter a infraestrutura de um PABX físico no escritório não é ecologicamente sustentável: nas melhores práticas, é necessário um espaço dedicado, que tenha ar-condicionado ligado 24×7. Além do lixo eletrônico gerado que, muitas vezes, não é descartado da maneira adequada ou, para não contaminar o meio ambiente, fica guardado em um canto do escritório.

Sim, a tecnologia pode ser uma aliada na preservação do meio ambiente em cidades inteligentes!

Internet 5G

Por falar em tecnologia, ela é a mola propulsora no desenvolvimento de Smart Cities. Com a adoção da internet móvel 5G pelas cidades, a velocidade e a qualidade das conexões aumentam. A IoT, machine learning e o trabalho remoto se tornarão cada vez mais acessíveis.

E como isso afeta a comunicação das empresas? As ligações VoIP, que são conhecidas por “picotar” ou “congelar”, vão deixar de existir quase que completamente. A qualidade das chamadas aumentará muito, tornando a comunicação ainda mais eficiente.

Smart Cities brasileiras

De acordo com o ranking divulgado pelo Connected Smart Cities, em março de 2022, as cinco cidades brasileiras mais inteligentes são: São Paulo (SP), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Brasília (DF) e Vitória (ES).

Brasília, inclusive, foi escolhida para ser a primeira cidade do país a receber a tecnologia de internet móvel 5G.

Essas cidades ainda têm espaço para implementarem as mais diversas estratégias de desenvolvimento sustentável baseadas em tecnologia. Mas, desde agora, as empresas já podem traçar metas para acompanhar esse desenvolvimento.

Você não vai esperar a telefonia da sua empresa ficar defasada para investir em uma tecnologia inovadora, não é mesmo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.